Verão 2011: óculos espelhados

Aparecendo nos principais desfiles que lançam as tendências para o Verão 2011, os óculos espelhados parecem que vem com tudo para a próxima estação. Quem endossa o coro são editores das principais revistas de Mião, Nova York e Paris e os próprios editorias destas.

 

 

 

 Anna Dello Russo, ediora da Vogue Japão, na Semana de Moda Masculina de Paris


 

Desfile da Prada na Semana de Moda Masculina de Paris

 

 

 

Editorial da Vogue 


 


Na São Paulo Fashion Week, Amapô, Simone Nunes e Ronaldo Fraga


 


No poster oficial de Sex and the City. Sarah Jéssica Parker usa um Mikita Franz #euquero


 

E nas ruas de Milão, gente fashion se jogando nesta tendência


Lembro de ter usado óculos espelhado há muito tempo. Dependendo do modelo, acho legal.  E vocês, serão adeptos destes óculos?


bjss

 

Menos é mais

Alguém aí vai no cinema hoje???

 

Pois pense duas vezes. É bem fácil que ele esteja tomado por legiões e legiões de fãs enlouquecidas do Team Jacob e Team Edward.

 

É que hoje é a estréia mundial de Eclipse. Desta vez, Edward e sua família vampiresca tem a missão de lutar contra um exército de vampiros do mal. E para saírem na frente, fazem uma “aliança” com a alcatéia de Jacob aiii, Jacob, me joga na parede e mecha de largatixa . Para complicar o embate, alguns “soldados” dos Volture aparecem para saber que farra é essa.

 

 

 

A história é mais ou menos isso resta saber se o filme será fiel ao livro – nunca é, né?! e na minha opinião, é o melhor da saga – Vocês devem estar se perguntando: e tu lê Crepúsculo? Sim, sim, eu leio e adoro #vergonhapública.

 

Assim como fiz em Lua Nova, tenho certeza que só assistirei Eclipse depois de umas três semanas, que é quando a gurizada toda já assistiu e eu não vou precisar ficar ouvindo gritaria das meninas quando o Edward ou o Jacob aparecerem. Só os suspiros meus e das minhas amigas. Hahaahahhahaahah

 

E para ilustrar o post de hoje, mostro uma foto da Ashley Greene, Alice, a irmã do Edward na saga, na premiere do filme em Los Angeles

 


Achei, simplesmente, esplendoroso esse vestido. Quando se trata de vestidos de festa sou adepta do “menos é mais”. Acho lindo vestidos em que o que mais chama atenção é o corte. Olhem que maravilhoso. É um Alexis Mabille.

 

Eu adorei e vocês?

E quem aí vai assistir Eclipse, levanta a mão!!!!

 

Bjss


P.S.: Quer saber em qual time eu jogo? Team Jacob, é claro!


Esmaltes

Semana passada,  fiz uma grande compra de esmaltes e, aos poucos, vou postando aqui para vocês as corzinhas que comprei.

Para o jogo do Brasil de sexta passada, eu usei o Carbono da Colorama. Faz tempo que queria um esmalte verde, mas todo cuidado e pouco na hora de pintar minhas unhas de verde – eu tenho uma imagem a zelar!

Adorei a cor do Carbono. Não chama tanta atenção e é verde, como eu queria! O ruim: a durabilidade. Descaca super rápido e não sou só eu que digo isso. Varias amigas minhas que usam Colorama comentam isso. 

 Sem flash

 

 Com flash. Não reparem oss borrões, eu limpei depois… heheheee

 

Para o jogo desta segunda, não me joguei no patriotismo e preferi uma cor mais fashion. Usei o Jackie da Impala e, para dar um ar diferente a este cinzinha que eu amo, passei o Reflexo Rosados da Colorama por cima. Ficou assim:

 

 Eu e meus dedos tortos… :p

 

Eu adorei!!!!

 

Bjs

 

Escova Marroquina: minha experiência

Conforme prometi, hoje faço um post para falar sobre um novo procedimento químico que fiz no cabelo: a escova marroquina. 

Eu fazia antes Realinhamento de Fios (tratamento em que se muda a estrutura dos fios, por meio do tioglicolato de amônia ou seus derivados, que rompe a estrutura dos fios para dar-lhes uma nova forma que, dependendo do produto utilizado, poderá ser aliado a uma fonte de calor). No entanto, em mim, o cabelo cresce numa velocidade estúpida – razão pela qual não tenho medo de fazer qualquer tipo de corte nele – e em questão de dois meses, minha raiz já está enorme!

 

Depois de meses me reclamando para a minha cabeleireira, ela sugeriu que eu combinasse dois procedimentos: o realinhamento e a escova marroquina. Kátia – a minha cabeleireira – cuida do meu cabelo desde que eu tenho 14 anos, então confio absurdos nela.

Uma sexta-feira – enquanto estava de férias – me preparei e fui para o salão ir para o salão fazer esses procedimentos, para mim, significa passar de cinco a sete horas por lá (já disse aqui, né?! tenho muito cabelo).

 

Até que o processo todo não demorou tanto. Cheguei lá às 9 e saí uma da tarde.

A escova marroquina é composta, entre outras coisas, por argila branca e promete tratar os cabelos e melhorar a textura sem alisar completamente. Li que, quando mais danificado estiverem os fios, melhor. 

 

O processo consiste em, primeiro, lavar os cabelos com um shampoo específico por três ou quatro vezes. Em seguida os fios são desembaraçados e recebem o produto alisante. Uma escova é feita ainda com o produto e depois a chapinha é passada muitas vezes mecha a mecha. (Até aqui o procedimento é igualzinho ao do Realinhamento de Fios).

Li, em vários sites, que, geralmente, após a chapa, o cabelo é lavado novamente para que a cliente possa logo ver o resultado. No meu caso, Kátia me mandou para casa ainda com o produto no cabelo, aconselhando que eu o tirasse só em 3 dias – assim o produto atuaria mais. 

 

Fui para casa – um pouco desconfortável, porque o produto deixa o cabelo muuuito pesado – mas agüentei o quanto pude. Diferente do que imaginei, meu cabelo não ficou oleoso e com aspecto de sujo, só adquirindo esta aparência depois de dois dias e de uma noite insana em casas noturnas aqui da cidade. Aí não agüentei e lavei o cabelo com tudo.

Quando sequei meu cabelo, La estava ele: liso, macio e brilhoso. Adorei! Foquei super feliz com o resultado. Mas, como nada de feliz dura para sempre, nos dias seguintes algo de ruim aconteceu!


Não! Meu cabelo não caiu e eu fiquei careca. Para mim foi pior, porque pelo menos eu apelaria para umas perucas… 😛


O produto que faz a escova marroquina e muito forte e contém formol. Isso faz com que no ato da aplicação possa haver um ardor no couro cabeludo. Só que, embora eu tivesse sido avisada disso, o meu npivel de ardor não é igual ao seu, querido leitor. Em outras palavras: cada pessoa suporta um nível de “dor”; e eu sou muito forte para essas coisas, senti minha cabeça arder e não liguei, porque não estava insuportável.

Gente, depois de dois dias que eu tinha tirado o produto do cabelo, minha cabeça – meu couro cabeludo – simplesmente começou a descamar! OU seja: o produto, de alguma forma, queimou meu couro cabeludo.

 

O que eu estou fazendo para me livrar disso? Nada! Tendo paciência, para ser mais exata. O pior disso tudo é que a pele descamando faz parecer que eu estou com caspa! E isso me deixa desesperada. Para impedir que a situação piore – ou melhor, que fique visível a todos – tenho me controlado para não passar muito as mãos nos cabelos (faço muito isso) e até então tem dado certo. 

 

Não vejo a hora disso acabar e o que aprendi com isso tudo é que NUNCA MAIS CONFIO NO MEU PODER DE SUPORTAR AS COISAS!

 

Ah, e, mesmo com um ótimo resultado, não pretendo mais fazer a escova marroquina. Vou voltar pro meu Realinhamento, ele não me causa dor!

 

Beijossss e ótimo domingo

 

P.S.: esqueci de tirar foto do antes e depois para mostrar para vocês, sorry! Na próxima, juro que me lembro Deus quiera!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...