Meu look: t-shirt de cachorrinhos

E eu cheguei naquele momento, gente, em que poucas roupas ainda me cabem. Tem coisa que eu compro hoje e amanhã já está apertado.

Mas grande foi a minha surpresa e alegria quando vi que esta calça flare linda de chamois da Loja Pensando Estilo ainda me cabia, pois só havia usado uma única vez.

Aproveitei para combiná-la a minha t-shirt de estampa de cachorrinhos, a coisa mais fofa do mundo, da La Vertu.

T-shirt – La Vertu / Calça – @lojapensandoestilo / Chocker – le Charm / Óculos – Ferrovia

Eu adoro calça flare diferente e sempre gostei muito desse modelo com sainha. E apesar de minhas pernas já estarem enormes, achei que o tecido da calça deu uma boa modelada às minhas formas.

E aí, gostaram do look basiquinho, mas com um pouco de estilo da gravidinha aqui?

Beijos

Diário de gravidez: o segundo trimestre

Faz tempo que não falo sobre como está sendo minha gravidez aqui, né? Os últimos tempos tem sido de muitas novidades. Tirei férias e aproveitei para descansar, porque sei que não vem facilidade pela frente. Aproveitei também para resolver tudo que sei que não daria conta de fazer daqui pra frente, porque quando dizem “vai piorar”, quando se referem ao último trimestre da gravidez, é porque piora mesmo.

Mas vou resumir um pouco do que se passou nos últimos três meses.

A fome passou

(Vou fazer tópicos porque acho que fica mais leve para vocês lerem). A fome de leão do primeiro trimestre foi embora e junto com ela os enjôos também. Que alívio!

Mais disposição

Lá nos 4 meses eu mudei muito, me sentia tão disposta que nem me reconhecia. Voltei a praticar atividade física, optei pelo Pilates por ser mais leve. Voltei a ir para os eventos aqui na minha cidade, não chegava em casa e só queria saber de ficar jogada no sofá, enfim… meu nome era disposição.


No Pilates na Academia de Artes Gracielle Costa


A disposição foi tanta que até saí pra fazer look do dia (reparem que quase não tinha barriga)

4 kg em um mês

Acho que ganhei tanta disposição que passei a comer demais! Eu, que até o 4º mês só tinha ganho 3kg, ao chegar no 5º, ganhei 4 em um mês! Quase entro em desespero! Meu médico puxou minha orelha e me mandou pra nutricionista. Iniciei a alimentação orientada com uma nutricionista clínica e do 5º para o 6º mês só ganhei 1,7kg. Confesso que no mês de férias não segui dieta e já to até com medo de subir na balança.

A barriga cresceu

Finalmente, minha barriga começou a aparecer. Lá por volta dos 4 meses, ela começou a saltar e quando dizem que é do nada que cresce, realmente é! Até o 6º mês ainda consegui usar muitas das minhas roupas. Lá por volta do 5º mês os primeiros shorts e calças começaram a ficar ruins para fechar e comecei a usar calça e legging para gestante (com aquela faixa para segurar e proteger a barriga).


Quando a barriga começou a aparecer


Quando ela apareceu de vez (diferença de duas semanas entre uma foto e outra)

O bebê mexeu

E a emoção do bebê mexendo a primeira vez? Foi incrível! Foi lá pelo 4º mês ainda e eu fiquei em dúvida se realmente tinha sido ele… Conversei com amigas que já tinham ficado grávidas e me confirmaram: sim, o PJ te chutou! A partir daí qualquer movimentação no abdômen era uma super atenção pra tentar descobrir se era ele mexendo mesmo ou se eram só gases (acontece!).  E quando completei 5 meses, o mexer ficou mais claro e constante. É um sonho! Sensação mais gostosa da vida.

As primeiras dores do crescimento da barriga

Por volta do 5º mês, com a barriga já um pouquinho grande, começaram as primeiras dores de crescimento da barriga: no baixo ventre é a primeira. Parece que tem um peso (e tem!) direto. Geralmente sentia essa dor quando a barriga tava crescendo (senti ela quando saí do primeiro trimestre e quando saí do segundo também. A mesma dor no baixo ventre). Outra dor que passou a ser recorrente foi a dor nas costas. Meu Deus! Até agora foi o maior dos incômodos. Mas, graças a Deus, já está sendo resolvido e vou fazer post depois contando como resolvi, ok?

Quando a barriga tá crescendo também, sinto um ardor, tipo como se minha pele tivesse queimando. Sim, é a pele esticando! Isso, às vezes, é bem passageiro. Mas há dias que dura horas e incomoda bastante.

Tentei ver o rostinho do bebê

Os momentos mais tensos e especiais são as ultrasons. Porque é quando você vai ver se o bebê está bem. É muito tenso! Mas é muito lindo! Ouvir o coraçãozinho, ver ele se mexendo… é demais! E ouvir do médico que ele tá se formando bem, que ele tá crescendo saudável, que sensação maravilhosa… Um verdadeiro alívio! Saio sempre ansiosa pela próxima ultra.

Do 5º pro 6º mês, tentei ver o rostinho do PJ por meio de uma ultra 3D. Mas o danadinho não virou de jeito nenhum! Fiquei triste, mas saí feliz por saber que ele estava bem.

Enxoval e quartinho

Comecei a organizar as coisas do enxoval e do quartinho do PJ lá pelo 4º mês. Decidi cor, tema e escolhi até os móveis. O enxoval minha mãe quem fez! Então o 4º mês quase todo passei comprando tecidos, rendas, fraldas para serem bordadas… e pesquisando muitas referências. O quarto do PJ quem fez foi minha irmã que é arquiteta. Ela demorou um pouco pra me mandar e isso me deixou bem ansiosa. Como saí na frente e escolhi logo os móveis, lá chegando no 6º mês, quando iniciamos de fato o trabalho de pensar o quarto, tive a surpresa de saber que os móveis não iam caber no projeto. Queria um modelo específico de berço e ele era muito grande para casar com os demais móveis que eu queria. Fiquei louca! Ia ter que sair de loja em loja de novo pesquisando preços, modelos… ai que saco! Eu ainda não tinha pago os móveis, só escolhido. Acabei resolvendo tudo em uma única tarde e poucos dias depois, a Fernanda mandou o projeto. A coisa mais linda! Mas essa parte também merece um post especial. Aguardem!


Uma das peças do enxoval feita pela minha mãe e bordada por minha tia


Primeiro móvel chegou e eu comecei a arrumar as coisinhas

Chá de bebê

E como ansiosa que sou, claro que já defini o chá de bebê desde o 4º mês! Decidi tema, cor e até fornecedores! Resultado… lá pelo 6º mês mudei de idéia e várias coisas foram reorganizadas. O tema se manteve (segredinho, vou fazer vídeo mostrando a preparação de tudo!), comecei a comprar as coisas da decoração e já mudei o cardápio trezentas vezes (inclusive mudei hoje de novo). Daqui pro dia, eu me decido… hahahahhaha.

E assim segue essa doce espera rumo ao último trimestre. Será que estou ansiosa? Hehehehhe

Beijos

Bazar e Brechó Blog Digo por aí 

Faz muito tempo que recebo emails e inbox de leitoras e seguidoras interessadas em comprar looks que já usei e postei aqui no blog. Eu confesso para vocês que nunca me empolguei muito para fazer bazar, dado o trabalho que dá para organizar e porque eu tenho um apeguinho com as minhas coisas… hehehehhe

Mas, dando aquela arrumada geral no closet e com a gravidez – muita coisa não cabe mais em mim e sei que depois que tiver bebê, muita coisa vou deixar de usar – resolvi me desapegar de muitos dos meus looks favoritos.

E, hoje, vim mostrar um pouquinho do que entrou no meu bazar e falar um pouquinho sobre como ele vai funcionar.

Geralmente, as blogueiras fazem bazares físicos (eventos) ou no instagram. Como falei, fazer evento, fora de cogitação na atual conjuntura dos fatos. E conta no instagram pra mim é difícil porque já administro várias, pois trabalho com isso.

Queria um lugar onde pudesse por tudo de uma vez e ir só uma vez ao longo do dia vendo o que foi solicitado. Daí, resolvi criar o bazar na fan Page do blog. Será um álbum fixo onde de tempo em tempo vou abastecer com novos desapegos. Comecei com roupas. Mas tem sapatos e bolsas para colocar também. Tá tudo guardadinho para eu ir só repondo a medida que as peças forem saindo.

 

Como disse, alguns dos desapegos são muito representativos para mim. São aqueles looks que a gente tem como os favoritos da vida, sabe? Mas a gente não pode usar pra sempre, né? Hehehehe

Quanto aos preços, tem itens a partir de R$10. E as peças podem ser pagas no depósito, transferência, cartão de débito e crédito.

E sim, pode pedir de qualquer lugar do Brasil que mando pelos Correios (o frete é por conta de quem está comprando). 

Espero que gostem da ideia! Podem fazer os pedidos lá pelo inbox da fan page, porque fica mais fácil para eu organizar os pedidos. 

Será que vai entrar algum look que vocês já viram aqui e gostaram? 😄😊

Beijos 

Melissa e Alexandre Herchcovitch para eles e para elas

A icônica parceria entre Melissa e Alexandre Herchcovitch está de volta mais inclusiva do que nunca. Para o Inverno 2017, a marca e o estilista apresentam pela primeira vez duas criações desenvolvidas em grade estendida, com numerações que vão do 33/34 ao 43/44, atendendo aos públicos feminino e masculino.

Nessa edição, a Melissa Free e a Melissa Beach Slide, hits das últimas temporadas da marca, ganham estampas gráficas P&B, aplicadas em diferentes pontos dos sapatos. A Melissa Beach Slide, por exemplo, recebe o print no cabedal e lateral, enquanto a Melissa Free surge com a estampa na palmilha.

Melissa Beach Slide + Alexandre Herchcovitch 322925323200_tamanho_HD (Cópia) Melissa Free + Alexandre Herchcovitch 322930137100_tamanho_HD (Cópia) Melissa Free + Alexandre Herchcovitch 322930138000_tamanho_HD (Cópia)

A inspiração vem da OP ART e da Arte Cinética, explorando técnicas de cor e posicionamento de imagem para causar efeitos visuais fluidos e, ao mesmo tempo, complexos. “A ideia é gerar um efeito 3D nos modelos, mas de maneira totalmente analógica”, explica Alexandre Herchcovitch.

Os novos calçados da parceria já estão disponíveis nas lojas Melissa, com valores a partir de R$150, no e-commerce da marca e Clubes Melissa de todo Brasil.

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...